Izabel Eri Diehl de Camargo, Caminhos da Vida

"São os passos que fazem o caminho". Mario Quintana

Textos


              Em uma pequena sala, pessoas aguardavam atendimento por ordem de chegada. Um senhor moreno claro lia a revista Caras, uma senhora elegante olhava  novela na televisão, a moça loirinha dedilhava o celular. A secretária saiu e disse: “ já volto”.
Depois de vinte minutos, sozinha, resolvi escrever algo. Tive tempo suficiente para escrever um romance, mas decidi redigir um telegrama. Refleti sobre o novo tempo e pedi a Deus que reorganize o mundo e as relações humanas, para a vida melhorar.  Ele segredou ao meu ouvido, informando que havia colocado a nova semente na consciência de cada ser humano; porém deixou a cada um o compromisso  para o uso do “ livre arbítrio”. Pelo que escutei, entendi que se deve esperar a floração da honestidade,  da responsabilidade, da justiça, do amor ao próximo, do trabalho e da gratidão, daqueles observadores das normas  sugeridas. O Mestre disse que a semeadura depende da escolha feita. A seleção da colheita será apresentada em 2018.Talvez ainda seja necessário separar o joio do trigo.
Quero apostar  na fartura do trigo.

 
31/12/2017
 
Izabel Camargo
Enviado por Izabel Camargo em 31/12/2017

Música: D+®o Rian Alma brasileira (2012) - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras