Izabel Eri Diehl de Camargo, Caminhos da Vida

"São os passos que fazem o caminho". Mario Quintana

Meu Diário
03/04/2013 17h31
Palavra

 

Quero ver o bem-te-vi

cantar liberdade na palavra

ao amanhecer holístico

na consciência dos homens

 

quero sentir amor incondicional

na vida na morte em todo lugar

quero ouvir meu coração

bater junto ao coração da Terra

para impedir a guerra

com palavras só de  paz

 

quero olhar a noite

como um dia iluminado

pela luz do firmamento

 

quero cantar felicidade

dentro da sinfonia

da cultura planetária

 

quero conviver

com homens e mulheres

pesando o mesmo valor

 

quero lealdade e fraternidade                                  

amor e sabedoria na palavra

eu quero...

 

 


Publicado por Izabel Camargo em 03/04/2013 às 17h31
 
25/03/2013 00h47
Visita às pirâmides

 

Solo arenoso

apoia as pirâmides.

Olhar amoroso.

 


Publicado por Izabel Camargo em 25/03/2013 às 00h47
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
24/03/2013 23h27
A chuva e o rio

 

A água do rio corria com fúria

saia do leito invadia as margens

alagava a terra ia longe demais

o rio bebia muita água - explodiu

a chuva esquecia de parar

o rio fazia greve p’ra ninguém passar

um barco surgiu

homens aflitos gritavam de medo

a chuva ouvia apelos populares

enxergava o rio caudaloso

entendeu sua imperícia

parou pensou equilibrou-se

a água cristalina embalava o leito

o rio sereno cantava canção de ninar

era passagem para o mar...

 

 

 

 


Publicado por Izabel Camargo em 24/03/2013 às 23h27
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
13/03/2013 13h12
Caminhos da vida

 

Passos curtos rápidos arteiros iniciados devagar

descoberta do espaço vivenciada no andar

passos largos linha reta linhas curvas desejadas

escolhas novas seguem oblíquas e transversais conectadas

vão os passos caminhando buscando muitas estradas

desenhos imaginários confirmam a invenção

a verve do poeta conecta-se com águas  doces

mergulha-se  no caminho das salgadas

viaja com alma energizada

faz rotas aéreas nas distâncias  sonhadas

gira com a terra vai firme na subida vem forte na descida

encantado com o significado da vida

a perenidade mostra sabedoria no andar

esperança persistente alegra todo coração

caminhos e vida renovam-se em cada amanhecer

são flores da existência  perfumando a luz do meu viver...

 

 


Publicado por Izabel Camargo em 13/03/2013 às 13h12
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
08/03/2013 14h16
Escolhas

 

Escolhi a alegria para me fazer companhia

com ela chegou a paz iluminando meu olhar

cedo veio o amor brincar com meu coração

lealdade e justiça fizeram casa na minha mente

emoção e razão  combinaram  equilíbrio

sonho com um mundo novo sem violência sem rancor

aluguei o barco do tempo para aprender a remar

o contrato foi firmado por prazo indeterminado.

 

 


Publicado por Izabel Camargo em 08/03/2013 às 14h16



Página 7 de 8 1 2 3 4 5 6 7 8 [«anterior] [próxima»]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras